Home      |      Mais Rankings      |      Sistema de Pontuação      |      Competições      |      Contato

 

 

 

GRÊMIO FOOT-BALL PORTO ALEGRENSE

    O futebol estava começando a se tornar conhecido no Brasil quando, em 7 de Setembro de 1903, em Porto Alegre, foi realizado um jogo de exibição entre os dois quadros do Sport Clube Rio Grande, atualmente o clube mais antigo - em atividade - do Brasil. O público lotou o campo improvisado, vibrou com as jogadas e aproveitou a oportunidade para aprender um pouco mais sobre o esporte. No entanto, a festa quase foi interrompida, pois a bola da partida murchou. O paulista Cândido Dias da Silva, que acompanhava a peleja e já praticava o esporte com amigos, emprestou a sua própria "pelota" para que o jogo continuasse.

    O nobre gesto de Silva foi recompensado. Ao final da partida, participou da confraternização com os membros do Rio Grande, que lhe ensinaram a fundar um clube de futebol. Oito dias depois, Silva se reuniu com cerca de 30 rapazes em um restaurante no centro da capital para fundar o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. O primeiro jogo do recém-fundado clube ocorreu em 6 de Março de 1904, contra o FussBall Club Porto Alegre - fundado exatamente na mesma data do Grêmio, que venceu por 1 a 0 e faturou a Taça Wanderpreis. Neste mesmo ano, o Tricolor Gaúcho adquiriu seu primeiro estádio, no bairro Moinhos de Vento.

    A rivalidade com o Internacional teve início alguns anos depois, em 18 de Julho de 1909 - foi o primeiro jogo da história do Inter, que na ocasião foi goleado por 10 a 0. A primeira derrota Tricolor no clássico popularmente conhecido como Grenal aconteceu apenas em 1915, quando o Colorado venceu por 4 a 1. Com relação a títulos, desconsiderando aqueles que não rendem pontos no ranking, o Grêmio venceu seu primeiro Campeonato Gaúcho em 1921.

    Em 1952, contratou pela primeira vez em sua história um atleta negro, conhecido como Tesourinha - vindo do Vasco da Gama. No entanto, nas décadas anteriores, alguns jogadores afro-descendentes já tinham defendido o clube. Em 19 de setembro de 1954, inaugurou o Estádio Olímpico, que em 1980 foi ampliado e nomeado como Olímpico Monumental, devido à grandeza de sua construção. Entre 1956 e 1960, o Tricolor Gaúcho conquistou os pentacampeonatos Gaúcho e Metropolitano - este não contabiliza pontos no ranking - e, entre 1962 e 1968, conquistou o heptacampeonato Gaúcho, sendo esta a maior sequência de títulos do clube no torneio estadual. Depois, o Grêmio enfrentou um jejum de títulos até 1977, quando novamente sagrou-se campeão estadual.

 

 

 

    Se a década de 70 foi abaixo do esperado, o mesmo não se pode dizer da década de 80, que foi o melhor período da história gremista, que somou 273 pontos no ranking. Logo em 1981, o Grêmio conquistou a Taça de Ouro, o primeiro Campeonato Brasileiro de sua história. A partir daí, o Tricolor Gaúcho iniciou uma época de ascensão, conquistando, nos anos seguintes, a Taça Libertadores da América, a Copa Européia/Sul-Americana - ambas em 1983, o melhor ano da história gremista, que lhe rendeu 150 pontos no ranking - e mais cinco títulos estaduais.

    Apesar de todo o sucesso alcançado nos anos 80, a década de 90 começou de maneira bastante complicada para o Grêmio, que em 1991 foi rebaixado no Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, disputou a Série B, fez uma campanha fraca dentro de campo - foi apenas o 9º colocado -, mas o suficiente para retornar à divisão de elite do futebol nacional.

    Vale destacar que, na época, a CBF articulou uma mudança importante no regulamento da "Segunda Divisão" de 1992 - dias antes da mesma começar -, visando pôr fim à ausência de clubes importantes no Campeonato Brasileiro - o Coritiba era outro campeão brasileiro que também estava rebaixado. Se originalmente apenas duas equipes ascenderiam à "Primeira Divisão", especialmente em 1992 ficou estabelecido no regulamento que seriam 12 os clubes promovidos - o que acabou, no final das contas, garantindo os retornos de Grêmio e Coritiba à divisão de elite no ano seguinte.

    Em 1994, o Grêmio voltou ao rumo das conquistas ao faturar sua segunda Copa do Brasil - a primeira foi em 1989. De volta à Libertadores em 1995, o Tricolor Gaúcho brilhou e conquistou - também pela segunda vez - o torneio continental. Na decisão do mundial interclubes, porém, acabou derrotado pelo Ajax, da Holanda. Embora tenha perdido a chance de conquistar o mundo pela segunda vez, o Grêmio continuou conquistando títulos importantes - como o Campeonato Brasileiro de 1996 e a Copa do Brasil de 1997 -, fechando a década com mais 220 pontos.

    Nos anos 2000, o Grêmio voltou a ter uma queda de rendimento com relação a títulos - sua conquista mais importante no período foi a Copa do Brasil de 2001 - e foi novamente rebaixado no Campeonato Brasileiro, em 2004. No ano seguinte, participou da Série B, mas, desta vez, conseguiu o retorno à elite dentro de campo e de forma heróica. No jogo decisivo contra o Náutico, fora de casa, o Grêmio teve dois pênaltis marcados contra - ambos desperdiçados pelos adversários - e quatro jogadores expulsos. Mesmo com todas estas adversidades, o Tricolor conseguiu marcar um gol e garantir a vitória, o retorno à elite do futebol nacional e também o título da Série B. Este dramático e emocionante jogo ficou conhecido como "Batalha dos Aflitos".

    Em 2007, o Grêmio foi finalista da Taça Libertadores, mas acabou sendo derrotado pelo Boca Juniors, da Argentina. De lá para cá, vive alternando momentos de altos e baixos - com destaque para a conquista da Copa do Brasil de 2016 -, e atualmente ocupa a oitava colocação no RCB.

 

Principais Títulos

Mundiais: 90 pontos

1 Copa Européia/Sul-Americana (1983);

Continentais: 120 pontos

2 Taças Libertadores da América (1983 e 1995);

Nacionais: 100 pontos

1 Taça de Ouro (1981);
1 Campeonato Brasileiro (1996);

Regionais: 16 pontos

1 Campeonato Sul-Brasileiro (1962);
1 Copa Sul (1999);

Estaduais: 216 pontos

36 Campeonatos Gaúchos (1921, 1922, 1926, 1931, 1932, 1946, 1949, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1977, 1979, 1980, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1990, 1993, 1995, 1996, 1999, 2001, 2006, 2007 e 2010);

Outros Títulos

Continentais: 5 pontos

1 Recopa Sul-Americana (1996);

Nacionais: 129 pontos

5 Copas do Brasil (1989, 1994, 1997, 2001 e 2016);
1 Supercopa do Brasil (1990);

Total

676 pontos

 

 

 

Home   |   Mais Rankings   |   Sistema de Pontuação   |   Competições   |   Contato

Quem Somos   |   História do Futebol   |   Política de Privacidade   |   Parceiros   |   Anuncie

 

Ranking de Clubes Brasileiros - Todos os direitos reservados

BRZK - Agência Brazuka